Casamento de Júlia e Hugo

Cerimônia e recepção: Villa Riso

 

Eles se conheceram numa festa no ano passado. Era a formatura da Duda, estagiária da Júlia. O namorado da Duda levou o irmão.

Advinha quem? Quem? Quem?
Isso!!!!! O Hugo.

O resto o destino resolveu e me colocou no rolo. (risos) Aqui estou responsável por essa grande noite onde a cerimônia de casamento dos dois e a festa aconteceram na Villa Riso, sob as bênçãos divinas e das belas e seculares palmeiras imperiais da propriedade.

 

 

Aqui estou responsável por essa grande noite onde a cerimônia de casamento dos dois e a festa aconteceram na Villa Riso, sob as bênçãos divinas e das belas e seculares palmeiras imperiais da propriedade.

A organização, o cerimonial, a decoração e outras coisitas mais ficaram comigo. Vou contar tudo…

Para quem pensa que tudo está planejado com muita antecedência, digo que trabalhar com festa é mesmo a grande arte de entregar um produto profissional, recheadinho de muito sentimento e sensibilidade, sob condições que a gente não controla totalmente.

Julia e Hugo sonharam durante todo esse ano de preparação, em casar sob as estrelas, nos jardins da Villa Riso. Nada mais entre eles e o Universo…apenas as estrelas.

Choveu na quinta. Choveu na sexta. Sábado amanheceu chovendo.Havia um plano alternativo, claro: a bela capela da Villa Riso.

 

Mas os planos A, B,C etc da Julia eram casar ao ar livre e eu sabia disso.

Minha profissão? Realizar sonhos.
Logo, não tem como se distanciar deles.

Eu já estava iniciando a montagem da festa na véspera e, da janela da Villa Riso, via o céu desabar em chuva. Peguei o telefone e liguei para a logística da locadora de móveis que já estava em ação no salão e pedi que os funcionários voltassem no sábado. Não ia me dar por convencida a celebrar o casamento na capela.

Dei uma chance ao tempo e aos anjos protetores.
Quem sabe?

Tantas preces, tantos ovos e sabonetes no telhado … Santa Clara ou talvez outro plantonista qualquer ajudariam. Meio dia de sábado e comecei a receber fotos do céu da Barra da Tijuca e da Zona Sul azuis. Menos o da Villa Riso. (risos)

Olhei para o céu e, entre nuvens baixas, um raio de luminosidade apareceu.

Sorri, abaixei minha cabeça, disse: – Ok!  e apostei no sonho deles.

Montei um corredor de flores brancas. Entre elas rosas, lírios e hortênsias.

Todas ganharam uma iluminação especial para destacar ainda mais sua beleza e dar aquele toque mágico ao caminho por onde o cortejo passaria.

 

A delicadeza pautou minha escolha inclusive na seleção das cadeiras onde a transparência foi eleita numa versão fendi para dar ao ambiente, um toque mais integrado aos tons terrosos da natureza em volta.

A cerimônia aconteceu sem chuva, ao som dos Violinos Moza que numa composição de dez músicos mais a regência de Lucy Moza, fizeram bonito num repertório eclético que foi de clássicos Disney ao pop americano.

Para celebrante, a escolha do Pastor Longuini que fez uma belíssima cerimônia, com discurso no ponto perfeito, cheio de carinho e de conhecimento da história do casal.

Longuini tem doutorado em ecumenismo.

O celebrante certo para uma família de muitas representações religiosas onde católicos, judeus e espíritas se viram plenamente identificados com tudo que ouviram. Realmente, inspirado.

.
 

 

Os votos foram um momento muito especial e emocionado.

Julia e Hugo capricharam no texto e os pais, nas lágrimas. Impossível não puxar o lenço.

O grand finale ficou com a revoada de balões brancos soltos pelos padrinhos.

Lindo!

Hora da festa!!!

 

Julia me pediu para usar flores rosa chá e brancas.

Perguntei sobre o estilo deles e ela me disse que são clássicos modernos. Gostavam de espelhos…prata…

Foi só.

Então comecei a construção de tudo.

Flores rosa chá, brancas, toques de mobiliário espelhado aqui e ali…ops!
Precisava quebrar o óbvio.

.


Se tem uma coisa que festa não precisa é um padrão cansativo e muito igual para qualquer lado que você olhe.

Então,resolvi entrar com uma base dupla onde o champagne interagiria com o cinza claro.

Comecei pelos lounges. Esses foram os primeiros a nascer. O restante surgiu a volta numa segunda etapa.

Peças champagne e cinza prata “conversavam” entre ilhas e sofás nos ambientes que margearam a pista de dança.

Capitonés, almofadas bordadas e cortinas pelos janelões coloniais da casa fizeram o acabamento.

Hora de escolher a composição das mesas de convidados.
Sousplats de prata pareciam óbvios? Sim. Então, foram os de cobre. Isso mesmo.

Sobre as toalhas de shantung prata, sousplats de cobre e taças também.

 

.
.

Mais uma vez, os tons dançavam sobre o piso da casa vestidos de mesas, sofás, poltronas.

Eu cresci no palco. Fui bailarina profissional. Viajei em muitas turnés. Aprendi técnicas de produção de muitas culturas.

Todas as minhas referências vem do espetáculo. Lá aprendi sobre formas, cores, desenhos coreográficos, luzes. É essa essência que vem para os meus projetos.

Quando olho um salão vejo um teatro vazio, cheio de possibilidades, louco por um grande espetáculo.

As coisas começam a tomar forma e lugares como num grande ballet. É lindo esse processo da criação.

Faltava um pequeno toque. Algo que a Júlia havia me dito que adorava e eu tinha anotado naquele cantinho para fazer uma surpresa.O teto de velas acima da pista de dança. Dezenas de jarras iluminadas pendiam do teto da Villa Riso.

 

Os doces e o bolo ficaram na galeria, uma ante sala da propriedade por onde entraram todos os convidados após a cerimônia.

Lá estava Sua Majestade, a mesa de delícias.

Cinco metros de espelho com muitas peças em prata rendada.

Achei que elas representavam bem os noivos. São mais contemporâneas, arejadas sem perder o chique.

E lá vou eu falar das tentações.

Bem…tentações,não. Não teve tempo para isso.
A abordagem rolava sem culpa. Vontade e ato de comer se fizeram um só verbo por uma noite.

Muitos doces lindos e deliciosos fizeram companhia para eles: os pães de mel da Cacau (mãe do Hugo). Olha, só provando para entender.
E a turma teve a chance de provar muito e de cinco sabores diferentes.

.

 

 

 

 

.

 

.

Brownies e bem casados sem esparramavam entre as bandejas e mais duas estrelas se apresentaram por lá: os lindinhos Santo Antonios de chocolate com recheio de marshmellows e os noivinhos também de chocolates recheados de brigadeiro.

Nem conto que com o clima abafado e úmido que fazia na manhã da festa, a pintura das carinhas começou a derreter.

O jeito era esperar o ar condicionado da noite e resolver o problema.

Como?

Com cotonete, álcool e a profissional aqui que vos fala, de joelhos corrigindo os rostinhos de um por um. Flagrante do fotógrafo que não perde uma.

Já que tirou,a gente mostra. Ui….

Eram muitos Hugos e Júlias enfileirados. Que belezinha. Os noivinhos de azul igual ao noivo de verdade e elas, loirinhas como a noiva.

 

 

 

 

 

.
.

O bolo, uma obra de arte do querido Casal Garcia. Responsável por meus bolos há anos, eles sempre acertam e não foi diferente desta vez.

Muitas fotos oficiais do corte simbólico e,é claro, do brinde com os pais que criaram essas duas pessoas lindas.

E vai rolar a festa! Vai rolar!

Vamos servir espumante Valduga (premiadíssimo e nosso orgulho nacional) geladinho by Wines and Roses.

Uma festa animada, feliz, dançante.

Uma festa onde os olhos de todos brilhavam e traduziam alegria.

No buffet, a equipe Demar servindo quitutes maravilhosos e responsáveis por um jantar inesquecível.

No bar, a equipe da Top bartender cuidava da sede por Moscow Mules e outros drinks mais.

Todos incríveis.

 

Na pista, sandálias para todas as meninas que trocaram os saltos altos pelo conforto para que nada atrapalhasse a vibração.

Olha aí, meu staff lindo levando as sandalinhas para as meninas.

Os flagrantes continuaram assim:
brindes à beça, vôos à beça, beijos à beça e lá vem o sax de Rodrigo Munhoz.

A gente mostra aqui…
Segue o baile.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um churros da Chucroc para dar aquela equilibrada e volta para a pista.

Muitas fotos aqui do fotógrafo Daud Pachá, escolhido pela Júlia e pelo Hugo para a missão de registrar tudinho.E ele leva a sério isso.
Foram muitas! Casal vai ter trabalho para escolher poucas para o álbum.

Beto Santoro , da BV1 também estava lá registrando tudo em filme  e os noivos deram uma mãozinha levando o Osmo para a pista de dança.

.

 

A chopeira da Stella Artois não parava. Trabalhou bastante. (risos)

Afinal, pista animada dá sede, né?!

A CDJ tocou a última música quando deu a hora mas eles continuaram cantando.

E cantaram uma, e cantaram duas, e cantaram umas muitas músicas porque festa boa a gente não quer que termine.

Júlia, Hugo:

Os encontros não são por acaso. Estava no combinado. Agora, é com vocês.

Que vocês tenham o amparo, a inspiração e proteção necessária da espiritualidade para viver uma história linda. Mas é com vocês.

Que a vocês sejam oferecidas as melhores condições. Mas é com vocês.

Que os amigos sejam presentes e os nós desamarrados com serenidade.

Que a estrada seja iluminada e as paragens frescas.

Que as estrelas sempre inspirem e os corações de ambos nunca deixem de acelerar nos abraços.

Que a paz esteja com vocês!

Beijos


Deixe seu comentário sobre essa festa aqui no blog.

 

 

Sem comentários
  • Ana Cristina (mãe da noiva)
    Postado às 11:18h, 03 outubro Responder

    Bom dia, Flavia! Mais uma vez, muito obrigada por tudo! A festa estava impecável, tudo perfeito e a sua equipe foi maravilhosa! Sabia que tudo estava nas mãos de uma profissional séria e super competente. Nunca me preocupei com isdo. Queria me surpreender mesmo, no dia da festa. Só recebi elogios do início ao fim. Cerimônia linda e tocante, festa impecável. Parabéns, parabéns e parabéns!

    Vocês são incríveis! Equipe sensacional e gentil. Você, nem se fala! Sempre elegante e calma, acalmando as noivas e mães ansiosas

  • Júlia (a noiva - via whatsapp)
    Postado às 11:20h, 03 outubro Responder

    Flávia, ainda estamos anestesiados pela noite de ontem. Tudo perfeito, sem palavras. Muito obrigada mesmo por todo o seu empenho e dedicação! Sua equipe é exatamente como você. Nunca tive dúvida de que havia escolhido a melhor de todas!

  • claudia bottino
    Postado às 23:00h, 03 outubro Responder

    flávia,agradeço pela linda cerimonia e pela deliciosa festa.Tudo perfeito e lindo.Obrigada pela dedicação e carinho.

Poste um comentário